Bicentenário de Thoreau

Em 12 de julho desse ano será o centenário de nascimento do escritor Henry David Thoreau, autor de obras como Walden e Desobediência Civil. Nascido em Concord (MA), Estados Unidos, Thoreau é conhecido como um dos pais do Transcendentalismo norte-americano, juntamente com Emerson, seu mentor e amigo.

Em função de sua importância no meio literário, The Concord Museum promoverá uma celebração durante todo o ano sobre o autor, chamada “Be Thoreau” (“Seja Thoreau”). A iniciativa contará com atividades infantis, exposições, e workshops. Duas exposições abriram dia 10 de fevereiro:

  • Walden: Four Views, de Abelardo Morell
    Fotografias panorâmicas dos arredores de Walden.
  • The Anatomy of a Desk: Writing with Thoreau and Emerson – as mesas onde cada um dos autores escreveram seus grandes trabalhos estarão à disposição do público. Na mesma galeria pode-se encontrar ‘Walden, A Game’, uma experiência onde os visitantes podem simular a vida na cabana perto de Walden e viver de acordo com o que Thoreau defendia.

Para mais informações, acesse o site do Concord Museum aqui.

Sobre Thoreau:
Como comentado no início deste post, Thoreau é considerado um dos pais do Transcendentalismo norte-americano, movimento que por muito tempo moldou o pensamento dos Estados Unidos. Nascido em 12 de julho de 1817, Thoreau viveu grande parte de sua vida em Concord, onde conheceu Emerson e moldou de forma mais concreta seus pensamentos.

Thoreau era abolicionista e contra o pagamento de impostos. Ele até mesmo é considerado anarquista por alguns, tendo em vista seus artigos onde defendia uma vida sem governo (governo esse o da época; suas reclamações eram contra sua realidade, não a existência de um governo em si).

Cansado da sociedade moderna e da constante necessidade comercial das pessoas, Thoreau se isolou em uma cabana ás margens do lago Walden. A cabana, propriedade de Emerson, serviu como uma experiência que levou, dois anos e dois meses mais tarde, ao relato final e publicação do livro Walden ou A vida nos bosques. Esse livro muito influenciou grande figuras e movimentos literários, como Martin Luther King e a Geração Beat.

Sou um tanto suspeita para falar sobre Thoreau, pois tenho um grande interesse e carinho pelo Transcendentalismo. Apesar de discordar de alguns pontos colocados por ele, devo dizer que vale a pena ler seus artigos. Eles talvez não sejam modernos e um tanto tendenciosos, mas trazem questões interessantes e que tem certa relevância.

Contudo, é importante ressaltar que Thoreau é um tanto utópico: durante sua estadia em Walden ele era visitado por amigos, que levavam comida e algumas vezes roupas. Sua estadia em Walden não foi de total isolamento como muitos pensam, o que leva o leitor a duvidar da eficiência de sua experiência. Será mesmo que tudo o que ele prega funcionaria em um estado real de isolamento?

No mais, Thoreau era um grande pensador. Aprendi muito com ele, e espero que muitos outros tenham a mesma chance.

“A opinião pública é um fraco tirano comparada à nossa opinião sobre nós mesmos.” (THOREAU, 2016)

Livro na foto: A Desobediência Civil seguido de Walden. Henry David Thoreau; tradução de Sérgio Karam / Denise Bottmann.
Editora: L&PM

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s